MP quer que Vigilância Sanitária faça "visita surpresa" em shoppings de Balneário Camboriú


MP quer que Vigilância Sanitária faça "visita surpresa" em shoppings de Balneário Camboriú

.

As cenas de aglomeração na reabertura dos shoppings de Santa Catarina, esta semana, levaram a 6ª Promotoria de Justiça, em Balneário Camboriú, a pedir à Vigilância Sanitária que faça visitas com "urgência e surpresa" nos shoppings da cidade, para avaliar se as medidas de prevenção contra o coronavírus estabelecidas pelo Estado estão sendo cumpridas.

O órgão terá que apresentar o resultado das avaliações ao Ministério Público.

No documento, o promotor Álvaro Pereira Oliveira Mello também pede informações ao departamento jurídico do Balneário Shopping, onde foram gravadas cenas em que pessoas desrespeitam as regras de distanciamento social.

O MPSC pede que o empreendimento explique a situação que aparece nas imagens, e explique "por qual razão não foram seguidas as recomendações estabelecidas (...) para evitar a aglomeração de pessoas".

A promotoria também pediu que o shopping comprove o controle de todos os itens estabelecidos na regulamentação estadual.

Entre eles, o distanciamento de 1,5 metro entre os clientes nas áreas comuns.

A assessoria de comunicação do Grupo Almeida Junior, dono do Balneário Shopping, informou que a empresa ainda não recebeu o documento do MPSC.

Sobre a reabertura, na quarta-feira, a Almeida Junior emitiu a seguinte nota:

"Reabrimos nossos shoppings aplaudindo as pessoas no horário da abertura. Foi uma forma carinhosa de demonstrar o respeito que temos pelos nossos clientes.

Estamos atendendo todas as determinações estabelecidas e inclusive aplicamos em todos os ambientes de eventual contato pelos consumidores produto que importamos dos EUA utilizado nos maiores centros do mundo que elimina até 99,99% dos micro-organismos.

O movimento durante este primeiro dia de abertura esteve 100% dentro dos padrões estabelecidos".

580 Visualizações

Comentários