Governo de SC vai repassar valor máximo aos hospitais filantrópicos durante pandemia


hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, é filantrópico e está dentro do critério, mas ainda não há informação de valores.

.

O governo do Estado de Santa Catarina vai remunerar em teto máximo os hospitais filantrópicos catarinenses durante a situação de emergência e o estado de calamidade pública por causa do coronavírus.

A medida foi anunciada neste sábado pelo governador Carlos Moisés e altera a atual Política Hospitalar Catarinense.

O hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, é filantrópico e está dentro do critério, mas ainda não há informação de valores.

O plano da Política Hospitalar Catarinense classifica os hospitais em cinco categorias, em que as unidades precisam cumprir critérios para que possam aumentar seus repasses mensais.

Mas com essa medida, ficam suspensos os critérios de avaliação e os hospitais filantrópicos receberão o repasse máximo dentro de suas categorias, independente da sua produção.

“Enquanto durar a situação de emergência e o estado de calamidade pública, nós manteremos a remuneração em teto máximo, independentemente da produção daquele hospital”, disse o governador.

Agora os hospitais de porte 5 recebem R$ 2 milhões por mês e as unidades de porte 4 terão um repasse mensal de R$ 1 milhão.

Também fazem parte da rede os hospitais de porte 3 (que receberão R$ 450 mil), as unidades de porte 2 (R$ 70 mil) e os hospitais de porte 1 (R$ 30 mil).

595 Visualizações

Comentários